Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

110V ou 220V - tem diferênça???

Autor Mensagem
Randy78
Veterano
# mai/05


tem diferença entre equipamentos ligados em 110V ou 220V? se tem é algo maior que 5%?

Pixel
Veterano
# mai/05
· votar


Randy78
A diferença é que o 220v gasta menos pois a frequência é menor, porém a rede é mais sensível a geração de harmonicos inconvenientes. A não ser em lugares que exista somente a voltagem de 220v. Pois assim faz-se uso do neutro e de duas fases, equilibrando a potência na fase1 e na fase2, para que não tenha problemas.
Vale lembrar que em 110v, aconselha-se utilizar a mesma bitola das fases para o neutro, porém o neutro em fio flexível e as fases em fio sólido.
Abraços.

Randy78
Veterano
# mai/05
· votar


pelo que eu entendi então 110V pode ter um som melhor por ter menos geração de harmonicos inconvenientes, é isso?

mclasta
Veterano
# mai/05
· votar


Pixel
Colega, não tem nada haver o balanceamento da rede com "ser um lugar que exista somente 220" ou não, o que acontece é que pra se ter uma rede balanceada, isto é, 0V no fio neutro, é necessário que as duas fases 110 do transformadores estejam exatamente com a mesma carga, isto é, não dá, o que se pode acontecer é aproximar, mais ninguém nunca vai conseguir fazer isso......... afinal além de tudo, não basta só você balancear as instalações elétricas na sua casa, todas as casas do mesmo transformador deverão estar balanceadas, o que mesmo pensando pra uma casa já é impossível, pois se vc liga 1 ar-condicionado 110V em uma das fases, qual é a proporção que vc deverá ligar de chuveiros na outra? e se vc desligar o ar?
pois é, o jeito é ter um bom aterramento no neutro (aparte do aterramento do Terra), pra ajudar na neutralização do neutro.......
Harmônicos são gerados por qualquer equipamento elétrico que esteja ligado à rede, principalmente por motores elétricos e motores-elétricos de grande porte..... você pode ler TUDO sobre o assunto no mesmo lugar onde eu li.....

http://www.byknirsch.com.br/

Cara, o site tem muito material bacana sobre este assunto, vale apena lê-lo de ponta-a-ponta..........

mclasta
Veterano
# mai/05
· votar


entra no link "ARTIGOS", de cara vc acha o material que tá procurando.....

Pixel
Veterano
# mai/05 · Editado por: Pixel
· votar


mclasta
Rapaz, antes de precipitar-se, procura as novas normas NBR5410 e um manual do PROCOBRE (Instituto brasileiro de cobre). Leia de ponta-a-ponta, agora até é obrigatório o uso de DR em instalações residênciais. Concordo com você, pois sempre vai haver distorção harmônica na rede, porém é possível equilibrara as fases para um menor índice de distorção harmônica. Abraços.

Pixel
Veterano
# mai/05
· votar


mclasta
Conforme site indicado...

(...) falta de conhecimento do que fazer com a energia elétrica, é
melhor não fazer nada, não acrescentar nada à rede elétrica, pois o risco de se
aumentar o conteúdo harmônico da ene rgia elétrica é muito maior sem um
conhecimento detalhado da situação. Em seguida, colocamos um guia prático,
em ordem simples e econômica, para ser seguido na otimização de instalações
elétricas.
· A utilização de uma fiação dedicada saindo da entrada do estabelecimento para
os equipamentos de áudio e vídeo é recomendável, pelo fato de reduzir um
pouco a contaminação de harmônicos no sistema de áudio/vídeo a ser
alimentado.
· Como disjuntores e fusíveis são componentes de proteção utilizados em série
com a rede elétrica, os que tiverem menor impedância, ou seja os fusíveis,
deverão ser empregados nas aplicações de alimentação elétrica para áudio e
vídeo. Portanto, em todos os circuitos destinados ao áudio e vídeo deveremos
dar preferência ao emprego de fusíveis. Isto é muito pertinente, principalmente
em estúdios. A razão para isto é que os elementos interruptores nos fusíveis,
normalmente chamados de elos-fusíveis, possuem impedâncias menores do
que a soma da bobina de curto-circuito e das resistências dos bimetais dos
disjuntores.
· A fiação dedicada para a alimentação dos equipamentos deverá empregar fios
sólidos para a fiação das fases e do neutro e fiação flexível para o aterramento.
Os fios sólidos, em comparação com os cabos flexíveis de mesma bitola,
apresentam um aumento maior da impedância em altas freqüências, devido ao
22
efeito Skin, também chamado de efeito pelicular. Esta característica dos fios
sólidos corrobora na redução do fluxo dos harmônicos pela rede elétrica.
· Os contatos elétricos realizados por pressão dos elementos apresentam
resistências mais baixas do que os contatos soldados. Portanto , nas emendas
da fiação elétrica da rede, é recomendável se evitar soldas com
estanho/chumbo.
· É importante melhorar o aterramento do neutro da nossa rede elétrica, pela
razão de ser preponderantemente uma rede elétrica aérea e, por isto, com
aterramento do neutro insuficiente!. A confecção de uma malha de aterramento
na superfície do estabelecimento é muito recomendada, para abaixar a
impedância do neutro, o que colabora com a estabilidade da tensão elétrica e
reduz o ruído drasticamente.
· O aterramento do terra deverá ser feito conforme a norma NBR5410 em TT, por
dentro do aterramento do neutro, para aumentar a segurança e reduzir o ruído.
No quadro geral de entrada, principalmente de estúdios, onde estão o neutro e
o terra, poderemos montar um sistema que permita transformar o aterramento
TT em TN, quando o estúdio não estiver sendo usado.
· Recomendamos que seja evitado o uso de transformadores, filtros de linha,
estabilizadores de tensão, nobreaks, pelo fato de serem os maiores introdutores
de harmônicos na rede elétrica.
· Quando necessário, o melhor é usarmos somente extensões neutras e
minimalistas.
· Para a filtragem, finalmente, o ideal é utilizarmos condicionadores de energia
com todos os componentes em paralelo.

Ettore
Veterano
# mai/05
· votar


bom, eu prefiro 110, é a que eu mais uso

b0fh
Veterano
# mai/05
· votar


opa! agora vi que os caras manjam!

seguinte: eu tenho um problema meio mala na minha rede elétrica, que é mais ou menos isso aqui:

de vez em quando, sei lá por que a rede elétrica induz um ruido chato nos meus amps (parece um bzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzt), que começa do nada, e também desaparece sem avisar. muito sinistro.

eu sei que é a rede elétrica que induz isso porque quando eu desligo a chave de power o ruido desaparece imediatamente, embora o amp ainda funcione por uns 15 segundos, enquanto os filamentos esfriam e os capacitores descarregam...

alguém sabe como se livrar disso?

cheers

kaskudo
Veterano
# mai/05 · Editado por: kaskudo
· votar


b0fh
A diferença é que o 220v gasta menos pois a frequência é menor, porém a rede é mais sensível a geração de harmonicos inconvenientes. A não ser em lugares que exista somente a voltagem de 220v. Pois assim faz-se uso do neutro e de duas fases, equilibrando a potência na fase1 e na fase2, para que não tenha problemas.
Vale lembrar que em 110v, aconselha-se utilizar a mesma bitola das fases para o neutro, porém o neutro em fio flexível e as fases em fio sólido

huahuahuahuahuahuahuahauhauhauhauhauhauhauahauau!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



depois de ler este tópico tenho mais é que rasgar meu diploma de técnico!!!!

b0fh
Veterano
# mai/05
· votar


kaskudo
norma da ABNT ue... tãããão útil... hehehe

mas e esse meu zumbido ai, tem alguma idéia?

Fernando Bello
Veterano
# mai/05
· votar


Randy78

Experiência prática, sem nenhum embasamento teórico, 220V dá menos chiado e "hums".

Renato gomes
Veterano
# mai/05
· votar


kaskudo
nossa senhora mãe do céu, dizer que 220v gasta menos pq a frequencia é menor foi triste hehehehehe
coitado do ohm, deve estar revirando na cova.

AugustoPedrone
Veterano
# mai/05
· votar


Boa noite,

Heresias à parte, existe uma pequena vantagem de ligar equipamentos em 220 volts.

Para uma mesma potência consumida, o uso de tensões maiores leva à correntes menores (P=V x I). Daí as quedas de tensões nos fios (que tem resistência própria) são menores e por consequência temos menos perdas no sistema todo. Daí ser muito comum em aparelhos de alto consumo (chuveiros, condicionadores, amplificadores de PA) o uso de 220 volts.

Entretanto, nas instalações onde o 220 volts é obtido entre fase-fase (na maioria das residências) o desequilíbrio entre as fases (ocasionado por um curto circuito na outra fase, por exemplo) pode levar a um aumento significativo da tensão, colocando em perigo o equipamento. Lógico que em instalações bem executadas, com proteções, isso não é um problema.

E só lembrando que no Brasil temos como tensões padrão na maioria dos locais 127 e 220 volts.

glaucius
Veterano
# mai/05
· votar


b0fh

pô aqui em casa acontece a mesma coisa.....e eu notei tb q em dia de chuva esse ruido fica o tempo inteiro......eu tenho uma caixa frahm q uso no radio de casa e sem aterramento na caixa ela fica com um baita ruido e fica distorcendo o som (som do radio , não é guita).

eu tb queria saber a solução para esse problema :(

Randy78
Veterano
# mai/05
· votar


então 220 é melhor que 110(127), pra quem tem rede com 127, vale a pena por um transformador para usar equipamentos em 220V ??????

AugustoPedrone
Veterano
# mai/05
· votar


Randy78
então 220 é melhor que 110(127), pra quem tem rede com 127, vale a pena por um transformador para usar equipamentos em 220V ??????

Não, não vale a pena usar um transformador nesse caso. As perdas ocorrem na fiação que vai do ponto de entrega da concessionária de luz até sua tomada. Usar um trafo 127->220 na tomada não vai ajudar e representa um custo à mais.

Pense em investir em um aterramento de verdade que o som melhora consideravelmente.

Abraços.

Randy78
Veterano
# mai/05
· votar


moro em prédio, como faço aterramento? e quanto custa isso? tem algum equipamento tipo rack que faça isso?

baruch_kata
Veterano
# mai/05
· votar


nossa senhora mãe do céu, dizer que 220v gasta menos pq a frequencia é menor foi triste hehehehehe
coitado do ohm, deve estar revirando na cova.
(2)

Randy78
moro em prédio, como faço aterramento? e quanto custa isso? tem algum equipamento tipo rack que faça isso?
Basta que tenha uma massa que possa absorver a energia, num carro por exemplo, que está isolado da terra pelos pneus o aterramento é no Chassis, por ser uma massa metálica relativamente grande. No prédio vc pode procurar uma destas colunas com estrutura de ferro, onde tem grande quantidade de ferro. Certifique-se que seu prédio tenha para-raios e que o ferro onde está aterrando não seja ele... Para testar o aterramento eu ligo o voltímetro ac numa fase e a outra ponta no aterramento. Se indicar 0V, significa que nada está sendo aterrado. Quanto maior voltagem indicar melhor. Devo lembrar que esse método é rudimentar e sem fundamentos, pois para haver passagem de corrente deve haver um caminho para a energia. Mas já dá para eliminar o ruído. Geralmente com sorte se encontra um parafuso que tenha sido colocado em caixinha metálica e pegue algum aterramento razoável...

kaskudo
Veterano
# mai/05
· votar


b0fh
esse ruído deve algum motor elétrico ou aparelho de solda elétrica na vizinhança, ou seja, ligado ao mesmo transformador. tente usar um filtro de linha, desses de computador. em alguns casos (muito raramente) funciona...

b0fh
Veterano
# mai/05
· votar


kaskudo
filtro de linha não funfa.

tou pensando em fazer algum tipo de 'circuito fltrador', mas como não tenho um osciloscópio pra saber o que eu preciso filtrar, fica foda... bah

mclasta
Veterano
# mai/05
· votar


b0fh
Você pode tentar trocar a fase........ vai no relógio da sua casa e troca, pode ser que o harmônico esteja sendo menor em outra......... Pode ser..........

baruch_kata
Veterano
# mai/05
· votar


kaskudo
filtro de linha não funfa.

Ele só tem um varistor... não serve mesmo!
Acho que tem que aterrar em volta de tudo aí evita indução. Estabilizar a CC após a fonte também ajuda um pouco apesar de consumir muito a mais.

Rodrigues
Veterano
# fev/08
· votar


Ressucitei o topico pra não ter que abrir outro.
A duvida é o seguinte, um tempo atras eu li num tópico (do pedrone se não me engano) que os amplis valvulados importados podem ter a vida util das valvulas menor aqui no Brasil por causa da corrente elétrica 110v aqui ser na verdade de 127v, ai me veio a duvida, será que todo equipo projetado para uso em 110v, seja ele importado ou não, sofre diminuição da vida útil por causa disso? Não estou falando somente de valvulados e sim de todo tipo de equipamento seja ele relacionado ou não a musica?
Se alguem puder me ajudar.
Agradeço desde já.

Bog
Veterano
# fev/08
· votar


Rodrigues
será que todo equipo projetado para uso em 110v, seja ele importado ou não, sofre diminuição da vida útil por causa disso?

A rigor, a resposta é sim.

Teve até um certo transtorno um tempo atrás, quando entraram na moda as lâmpadas fluorescentes e virtualmente todas as importadas eram de 120v. Muita gente comprou essas lâmpadas e depois achou que a história de que lâmpadas fluorescentes têm vida útil maior que as incandescentes era balela, já que as fluorescentes também queimavam logo. O problema não era esse, o problema eram os "míseros" 7v de diferença na tensão, que faziam as fluorescentes queimarem tão ou mais rápido que as incandescentes.

Claro, isso tudo é "a rigor". Na prática, existem uns equipamentos mais e outros menos preparados para suportar grandes variações na tensão. Então alguns podem funcionar normalmente, outros podem ter vida útil um pouco reduzida, outros podem queimar com pouco tempo de uso.

Aliás, essa "lenda" de que a tensão no Brasil é 110v já causou vários e vários problemas, porque muito comerciante e importador acaba colocando na praça produtos que não estão devidamente preparados para a fantástica distribuição de energia no BR (em alguns momentos pode cair para 117v, em outros, passar dos 130!). Nem dá para culpar apenas eles também, já que em muitos lugares a tensão era mesmo 110v antigamente, mas hoje em dia quase tudo é 127v ou 220v.

Rodrigues
Veterano
# fev/08 · Editado por: Rodrigues
· votar


Bog
Obrigado pelo esclarecimento.
(em alguns momentos pode cair para 117v, em outros, passar dos 130!).

Eu sabia que a rede elétrica aqui era zoada mas não sabia que era fudida desse jeito

Bog
Veterano
# fev/08
· votar


Rodrigues

Hehehe, há alguns anos, eu trabalhei no desenvolvimento de um medidor para a qualidade do serviço de fornecimento. Tem muito equipamento importado que queima no Brasil mesmo estando "nos conformes", simplesmente por não estar preparado para as grandes variações que acontecem por aí.

Se você mora numa cidade grande, especialmetne perto de pontos críticos (hospitais, prédios grandes), até que não é tão ruim. Mas para quem mora no interior, é tenebroso.

Rodrigues
Veterano
# fev/08 · Editado por: Rodrigues
· votar


Bog
Se você mora numa cidade grande, especialmetne perto de pontos críticos (hospitais, prédios grandes), até que não é tão ruim. Mas para quem mora no interior, é tenebroso.

Espero que de roça Belo Horizonte só tenho mesmo a fama hahahahahahaha.

Badoe
Veterano
# fev/08
· votar


Pessoal, estou para receber meu valvulado.
Não tenho tomada aterrada em casa. Posso enterrar uma aste (apropriada pa o uso) ligar um fio e levá-lo até uma tomada, tornando-a aterrada para uso do ampli?

DotCom
Veterano
# fev/08
· votar


Badoe
A princípio sim, mas tem que verificar onde essa haste vai ser enterrada, o tamanho dela, a profundidade, e a condutividade que esse terra vai ter.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
 

Tópicos relacionados a 110V ou 220V - tem diferênça???

289.636 tópicos 7.555.813 posts
Fórum Cifra Club © 2001-2014 Studio Sol Comunicação Digital