Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      A procura do primeiro valvulado de baixa potencia

      Autor Mensagem
      rafaps
      Veterano
      # mar/12


      E ai galera, to querendo compra um amp de guitarra valvulado de baixa potencia, quero ter a qualidade dos valvulados, porem sem deixar meus pais surdos... ahhahaha... só pra tocar no meu quarto mesmo, pra brincar... ja dei uma boa pesquisada aqui no forum e achei algumas opções, mas agora vem a duvida de qual, por questao de qualidade e preço, eu tenho + - 2500 pra gastar.
      Chega de bla bla bla e vamo ao q interessa:

      1 Orange Tiny Terror - pra mim o unico contra é q n tem reverb e foot (inclusive achei a versao head e a combo) http://www.musitechinstrumentos.com.br/p-1967/Combo-Para-Guitarra-Oran ge-Tiny-Terror-15W-Valvulado.html

      2 AcedoAudio 290 - fiquei sabendo aqui no forum, pros tem reverb e foot http://www.acedoaudio.com.br/?page_id=883

      3 Laney Cub 12 R - pros tem reverb e foot, mas ta mais dificil de encontrar http://www.equipo.com.br/laney/produtos/detalhes.asp?id=4&prod_id=8977

      Por favor me ajudem a tirar essa duuvida, todo opniao é valida.

      ALF is back
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      rafaps
      nessa lista eu incluiria o alien rocket (assim como o acedo, é hand made brasileiro tbm)
      e o giannini classic t (20w com reverb e falante celestion)

      acho q vc nao tem q ver quem tem reverb ou foot...isso nao é bem um pró pra um ampli valvulado...quem nao tem reverb mas tem loop de efeitos compensa mais do q quem tem reverb e nao tem loop...quem ta acostumado com transistorizado acaba estranhando os valvulados pela ausencia de footswitch...o foot é util pra alternar entre 2 canais...o amp q nao tem foot é pq só tem um canal...nao precisa de foot...e te digo q da pra se virar mto bem com um canal só...
      o alien segue a linha do tiny terror...tem um drive forte mas tbm nao tem reverb....só q tem loop de efeitos...o tiny nao tem...vc pode adicionar o reverb com um pedal dps do drive do cabeçote...isso sim é um pró...se nao tem loop, vc jamais vai poder usar um reverb ou delay junto com o drive do amp...terá q deixar o ampli clean e obter o drive + ambiencia tudo de pedais...
      da sua lista, o giannini é o mais barato...uns 1600 conto...mas é um amp de qualidade...falante e valvulas boas....só nao tem o loop...mas tem o reverb q nao vai te deixar sem ambiencia nenhuma...o orange tem um drive daora demais...mas sem reverb nem loop fica foda...vc nao consegue usar o drive dele com reverb nem em pedal pq o reverb e delay tem q vir dps do drive...e sem loop vc só consegue usar antes do drive...eu descartaria o tiny por isso...mas agora a orange lançou o dark terror...esse sim hein? top total...mas é dificil encontrar no brasil e deve ser bem caro...coisa de 3 pau só o cabeçote...
      o acedo é bom...mas dos hand mades eu sou mais o alien...só q os 2 sao mais caros...sobretudo o alien, q dependendo da configuração vai variar de 2300 a 3000...
      o laney é dificil encontrar...nunca testei mas tenho boas expectativas dele...
      eu ficaria com o giannini...por ser barato e por ter falantes celestion...no you tube tem review dele daqui do cifraclub...puta timbre viu vei...mas o drive dele é mais vintage...tipo o fender blues junior...o mais saturado q ele chega é numa vibe hard rock, tipo ac/dc...nao tem loop...mas o preço é mto mais justo q os demais da lista....ja q o drive dele nao é forte, é legal ir montando aos poucos um set de pedais com, por exemplo, um pedal hibrido mesa boogie v twin (nao fabrica mais mas da pra compra usado online....é caro mesmo sendo usado, uns 1900) mas é a distorção mais linda q eu ja ouvi e testei!) e um pedal de delay....e só cara...ai vc usa o drive do pedal e o delay se quiser....terá o reverb do ampli tbm...com o pedal mesa vc pode dar boost no ganho do ampli ou entao deixa o amp no clean e usa o canal "solo" do mesa e vc vai te um drive de alto ganho...o pedal por ser hibrido (possui 2 valvulas) simula meio q um dual rectifer...
      é meu sonho de consumo esse pedal com um ampli valvulado q tenha um drive vintage...da pra tirar uns timbres medonhos e vintagens mto bons...

      rafaps
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      ALF is back

      nao sei se eu acabei falando bestera, mas o objetivo do foot é que eu quero tanto o clean como o drive valvulado, e poder variar entre os dois, nao to afim de usa pedal de distorção, no maximo um drive, mas eu pretendo usar mesmo é um boost.
      Eu li em algum lugar que no amp de um canal tem como usar o clean e saturar ele com uma pegada mais forte, como q funciona isso, sabe me dizer?

      Led Zé
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      ALF is back
      se nao tem loop, vc jamais vai poder usar um reverb ou delay junto com o drive do amp...terá q deixar o ampli clean e obter o drive + ambiencia tudo de pedais...
      Uso reverb e delay e outras modulações direto na frente do amp. E assim fez o Jimmy Page, o Hendrix, e uma pá de gente antes de inventarem o loop. O que não rola é um delay a lá de Edge com o amp BEM saturado. Mas com o amp crunchado rola demais. E efeitos como Phaser soam melhor na frente do amp, na minha opnião, pois soam melhor na frente pois não ficam tão destacados, com som artificial.

      Fico vendo essa galera aí falar de loop, que tem que ter, que assim fica ruim, etc.. Mas será que já testaram mesmo efeitos na frente do amp?

      rafaps
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Led Zé

      Os efeitos que eu pretendo usa sao wha, boost, chorus, flanger, phaser, delay e reverb (mas so se o amp n tiver), sera q direto no imput de um tiny terror ficaria legal, porq a distorção dele é animal?

      Led Zé
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      rafaps
      Pra mim, a única coisa que fica ruim, mas é até aceitável, é muito , muito ganho com delay. Mas como você disse que é vai ser só um drive mesmo, não tem problema. Eu só acho que para tocar em casa, morando com os pais, o Tiny seja muito alto. O ideal é um amp de 1 a 5w . Preferência. O blackstar ht 5, o Marshall Class 5 novo( que vem com atenuador pra 0,5w), o Vox Actv4, etc . Você não vai tirar bons timbres de um Tiny Terror em volume de quarto.

      rafaps
      Veterano
      # mar/12 · Editado por: rafaps
      · votar


      Led Zé

      Esse blackstar ht 5 me interessou, mesmo com essa potencia baixa eu consigo tirar desde um van hallen ate scorpions, ac/dc, com o set que eu falei? que é o mais pesado que eu pretendo chegar

      Led Zé
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      rafaps
      Claro. A potência não é o que faz o drive. O ht5 parece ( nunca toquei nele, só no ht 20) que timbra melhor em baixo volume. Acho que é o ideal pra você. O tiny terror passa longe de ser um amp de quarto.

      rafaps
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Led Zé

      Obrigado pela dica, acho q eu achei oq eu realmente precisava, ele é bem completo pelo tamanho, so o preço q é um pouco salgadinho, mas deve valer a pena pela qualidade que ele demonstra

      rafaps
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Led Zé

      olha o video que eu achei da criança trabalhando, muito bom, agora eu decidi, é esse, hahaha.

      http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&NR=1&v=bnBf2cqm_VU

      Bog
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      rafaps

      Duas observações:

      1. Eu "quase concordo" com o Led Zé quando ele diz que existe um exagero ao se afirmar que se nao tem loop, vc jamais vai poder usar um reverb ou delay junto com o drive do amp. Tudo depende da quantidade de drive e do efeito.

      2. Um valvulado de 15w não é um amp de baixa potência só pra tocar no meu quarto mesmo. Entenda que valvulados começam a mostrar o seu melhor no ponto em que você começa a saturar o power - neste ponto, você ainda percebe o som como sendo clean, mas ele dá uma leve comprimida no começo das notas. Muitos valvulados de 15w neste ponto já permitem até apresentações (óbvio que varia de amp para amp, e especialmente de falante para falante). Um Fender Champ de 5w tem um falantezinho de 6", mas começa a ficar mais interessante quando já pode ser ouvido na sala ao lado, é como o volume de uma pessoa gritando.

      Valvulado de baixa potência para tocar no quarto é amp de 1 ou 2w. E olha lá. Meu Vox Lil' Night Train tem 2w e mesmo assim eu fico pensando se não estou incomodando os vizinhos! O.o

      Esse blackstar ht 5 me interessou, mesmo com essa potencia baixa

      O HT-5 é um amp muito versátil. E não, não tem potência "baixa". Você consegue facilmente deixar ele no volume de uma pessoa berrando a plenos pulmões.

      rafaps
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Bog

      Eu não sabia desses detalhes dos amps com essas potencias que sao baixas apenas no modo de dizer, mas ja abriu a mente pra novas opções, eu achava q potencia pra baixo de 10w nao era suficiente, ou seria meio fraca, nessa historia toda, os meus pais e os vizinhos vao ficar felizes, eu ja baixei a minha procura de 40w pra 5w, hahahaa...

      ogner
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      rafaps
      Pra tocar em casa um SE de 5,6w é o ideal. Ou amps q tenham atenuador. Porém legal de SE ( alguns moddelos) é deixa-lo no cleaan bem quente e colorir com bossters ou drives....se tiver uma boa strat e outa guita com bom humbukers Vc toca TUDO. Quem não acreditar me paga a passagem que eu vou e mostro. Hehhehe.
      Ahhh, mais um wha, delay e uma modulaçao bacana e pronto..

      Bog
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      rafaps
      ja baixei a minha procura de 40w pra 5w, hahahaa...

      Valvulado de 40w serve para fazer show. Para tocar no quarto, pode ir tranquilo em amps de 2 a 5w, dá e sobra.

      Note que essa diferença de volume entre transistorados e valvulados na verdade não é realmente uma diferença de potência. 5w valvulado e 5w transistorado são a mesma potência, os mesmos 5w. A diferença está no fato de que o valvulado pode saturar. Quando ele começa a saturar, você ainda percebe o som como sendo clean, com uma leve compressão no início das notas. Aumentando ainda mais o volume, vem um som tipo "semi-clean", com um drive suave quando você toca acordes com força, mas que limpa em cordas soltas ou quando você toca mais de leve. Este é o ponto que muitos consideram ideal, é quando toda a dinâmica do valvulado pode ser mais percebida. Com mais e mais volume, o amp vai produzindo um drive cremoso. Já o transistorado, quando começa a saturar, começa a "estalar" e "peidar", produzir sons desagradáveis, parece que o amp vai queimar se você aumentar o volume ainda mais. Por isso, normalmente se deixa o transistorado trabalhando dentro do seu headroom limpo.

      Some a isso o fato de que normalmente transistorados de 5w têm falantezinhos pequenos E pouco eficientes, e começa a ficar claro o motivo de você achar um Fender Frontman de 15w fraquinho, enquanto um Blues Junior de 15w segura uma apresentação.

      Gansocliff
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Queria um desses

      http://www.acedoaudio.com.br/?page_id=159

      Gansocliff
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Já o transistorado, quando começa a saturar, começa a "estalar" e "peidar", produzir sons desagradáveis, parece que o amp vai queimar se você aumentar o volume ainda mais.

      Verdade que dói.

      Gansocliff
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Bog

      Uma pergunta básica, antes de eu ir trampar:

      Se eu tiver uns R$2000,00 em mãos pra comprar um valvuladão, compensa um Orange Tiny Terror, ou um Acedo de potência maior? Quero para tocar com minha banda, tbm precisarei de som clean. O Acedo parece ser mais versátil, esse Orange tem cara de que satura meio ligeiro. Procede?

      Bog
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Gansocliff
      Se eu tiver uns R$2000,00 em mãos pra comprar um valvuladão, compensa um Orange Tiny Terror, ou um Acedo de potência maior?

      Sinceramente, eu não sei... Não tenho experiência nem com o TT nem com os amps do Acedo para opinar.

      Cesinha Realeza
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Dá uma olhada nesse.

      http://www.gangmusic.com.br/amplificadores/combos/ibanez-tsa15-tube-sc reamer-15w-1x12-tube-guitar-combo-amp-2,6,2512.GangMusic

      ogner
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Bog
      Mais verdade ainda é q 15w em SS tb é volume pra caraamba....sim, ensaio as vezes com um fenderzinho de 15....SS....o problema é qualidade...enquanto no valve mais volume mekhor..no SS, se nao muito bom com bons falantes, só piora....mas q é alto é...muito...

      forum.cifraclub.com.br/forum/3/234833/

      jimmy vandrake
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      rafaps

      Primeiramente o ideal é se vc puder testar as opções que vc citou numa loja física levando sua guitarra.
      Há outras opções tbm.
      Marshall Class 5, grita pracarai.
      Fender blues Jr ou Giannini Classic T, que são iguais.
      Meteoro MGV30.

      Distorções por saturação de valvulas.
      Vou comentar sobre o Bjr (que pude fazer um longo teste) e o Class5 (que tenho).
      No Class 5 basta estar com o volume no 5 que já esta em Drive, porém o som é muito alto, por incrível que pareça já esta bem acima da banda em situação de ensaio ou um pequeno barzinho. Neste caso basta um pedal de volume, ou controlar a distorção pelo Knob de volume na guitarra.
      A principal característica deste ampli é ter timbres prontos. Excelente para Led, AC/DC e bandas do gênero.
      Lembrando que este ampli não conta com Reverb ou Drive de efeito.
      BJR, ou Giannini Classic T (Este não testei, porém é uma cópia fiel do BJR)
      Neste vc controla o drive através do volume do power, e ajusta o volume geral através do Master. quanto mais vol no power mais distorção e o ajuste de volume ambiente fica por conta do Master. . .ou seja dá para obter uma variação de limpo > crunch > drive tbm ajustando o volume através de pedal de volume ou Knob da guita.
      A característica do BJR garante sons limpos impressionantes e um excelente Drive tbm. Nesta versão já há disponibilidade de Reverb de mola que é absolutamente especial.
      Quanto as potências o BJR vai bem mais longe do que o Class 5, uma vez que tem praticamente o triplo de potência, em torno de 15 Watts, o que lhe dá mais autonomia ao vivo, praticamente dispensando a necessidade de microfonar para acompanhar a banda.
      Se tiver a oportunidade de testar, faça.

      Bog
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      ogner

      Com certeza. 15w é 15w, valvulado ou transistorado. O que eu disse é exatamente que os problemas são o falante e o fato de que o som do transistorado se deteriora quando o power satura. O som vai ficando feio mesmo, em amps muito toscos a impressão é que a qualquer momento o troço vai soltar fumaça, heeh.

      Bog
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      jimmy vandrake

      Note que o cara falou que queria um amp só pra tocar no meu quarto mesmo, pra brincar...

      Eu acho que o Blues Jr sobra para esta aplicação. E isso eu digo como alguém que um dia quis comprar um valvulado pensando que 15w era pouco - meus candidatos eram exatamente o Blues Jr e o Vox AC15. Foi fácil notar que esses amps ficam ótimos já muito além do volume que eu poderia usar em casa... :(

      jimmy vandrake
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Bog
      Pois é.
      Estas novas séries valvuladas low gain são simplesmente sensacionais.
      Possuem preço acessível e qualidade absoluta. É o que podemos chamar de socialização tecnológica.
      Mesmo o Class 5 que é apenas 5 Watts, não tem como usar no quarto.
      Acabei optando por pedal, Marshall Jackhammer e Reflector para poder desfrutar do ampli. Em casa uso no volume 1,5, nem tem como ir além.
      Acho que se este ampli tivesse 10 Watts e opção de Drive e Reverb acionável por foot seria simplesmente perfeito.
      Quando falo em 10 Wats é no sentido de poder dispensar microfonar ao vivo.
      Para ensaiar com a banda uso no volume 4, sendo que a banda tem 2 guitarras e teclado.
      No volume 5 para cima, é melhor não estar perto.
      O timbre dele é muito foda, Tele, Strato Les Paul, SG, diferenças de cordas 0.9 ou 0.10 tudo fica muito nítido, puro Rock e Blues.
      Numa outra oportunidade vou fazer um review com vídeo.
      Abçs.

      Cesinha Realeza
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Ogner
      !
      Mais verdade ainda é q 15w em SS tb é volume pra caraamba....sim,

      Pois é, eu tive um marshall valvestate 15w e dava pra ensaiar numa boa. E ele tinha só um falante de 8".

      Pra tocar em casa é excelente. Sai um som bom e ele é pequeno, não ocupa espaço e tal!

      rafaps
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      jimmy vandrake

      Acho que se este ampli tivesse 10 Watts e opção de Drive e Reverb acionável por foot seria simplesmente perfeito.

      foi por isso q eu to optando pelo blackstar ht 5, tem foot que aciona o drive e o reverb, alem de loop, com certeza todos esses amps que vc citou sao d+, mas como o Bog mesmo disse, esses amps vao sobrar pras minhas necessidades e ele mesmo ja passou pela mesma duvida que eu, eu ate falei acima que eu reduzi o meu amp de 40w pra 5w.

      da uma olhadinha na criança http://www.blackstaramps.co.uk/products/ht-5/ht-5r.php

      Bog
      Veterano
      # mar/12 · Editado por: Bog
      · votar


      rafaps

      Eu brinquei um pouco com o HT-5, então posso falar sobre ele um pouco mais. É um amp muito versátil. Normalmente, os valvulados de 5w ou menos são meio focados em um ou dois tipos de som, e é isso. O Blackstar consegue uma variedade maior de timbres, não só por ter loop e 2 canais, mas também por conta daquele controle ISF.

      Algumas pessoas reclamam destes amps da Blackstar porque o drive deles não é "puro" das válvulas. Nenhum amp conseguiria o nível de ganho que ele oferece só com uma 12AX7zinha solitária no pré. O truque do Blackstar é elevar o nível do sinal usando transistores, e este sinal já "pré-pré-amplificado" é que vai para a válvula no pré. O resultado é que este amp comprime o sinal mais que o normal, mas para muita gente isto é uma QUALIDADE, porque se traduz em sustain.

      As coisas que não me agradaram no HT-5 foram:

      1. A já mencionada compressão do sinal.
      2. O clean dele é meio "magro". É difícil explicar textualmente, mas é um tipo de som mais moderno, em contraste com o clean mais aveludado do qual eu gosto.
      3. O preço. =P

      rafaps
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Bog

      me tira uma duvida, no clean consegue aquele crunch gostoso, com um pouco de saturação, e se caso eu queira esse tom mais aveludado, tem algum recurso q da pra usar, pedal, algo assim?

      e o Ibanez TSA15 Tube Screamer que o Cesinha Realeza falou, oq vc me diz, esse ta um pouco mais barato

      Lu_Soares
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      rafaps
      Eu tenho o Laney Cub 12R , chegou faz uns 10 dias, muito bom o amp , consegue-se tocar ele com esse crunch que você citou, com pouca saturação e você pode se quiser colocar algum pedal pra maior ganho.
      Loop de efeitos, reverb, falante de 12" , excelente.
      Aceita bem pedais de drive, até agora só testei overdrive nele e se saiu muito bem, distortion ainda não.
      Tem 2 entrada: 1W e 15W.

      Abç!

      rafaps
      Veterano
      # mar/12
      · votar


      Lu_Soares

      pelo que eu vi no site, ele vem foot, ele troca canal, da um drive gordao a la ac/dc?

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a A procura do primeiro valvulado de baixa potencia

      304.990 tópicos 7.883.102 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital