Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Roland Mobile Cube

      Autor Mensagem
      Bog
      Veterano
      # jun/08


      Olás!

      Recentemente, começaram a surgir nas lojas daqui uns tais de Roland Mobile Cube. Estão por todo canto! Em todas as lojas, na sessão de teclado, de violão, de guitarra, de PAs... O troço é onipresente mesmo, fantástico. Fiquei curioso e testei, vou falar as minhas impressões.

      1. O que é: um amp multi-uso pequeno, bem pequeno. Não, não é como as caixas multi-uso Frahn da vida, ou pelo menos tenta não ser. Enquanto as caixas multi-uso velhonas não passam de amps transistorados sem vergonha, esse aqui pelo menos tem várias entradas e modos de operação, e processamento digital. Pesa 2.5 kg, e custa em torno de 150 dólares aqui.

      2. Recursos: É uma ampzinho com 2 canais independentes: um para microfone e um para "instrumento" ou áudio. Funciona com pilhas ou com adaptador AC. 2 preamps de 2.5w e 2 falantezinhos de 4" (sim, é stereo!). Além dos 2 canais, o amp também tem 2 entradas auxiliares, para ligar tocador de MP3, PC ou coisa do tipo.

      O som que passa pelas entradas aux vai direto para os falantes. Os outros canais têm controle de volume separado. O canal de instrumento tem um chorus e um seletor do tipo de entrada (vou comentar mais sobre isso adiante). No master, tem um controle de Tone e um Delay/Reverb que eu também vou comentar adiante. =P Ah, também tem um center cancel, para aquele "efeito karaoke", mas eu nem testei.

      3. Som: Não usei o canal do mic. Testei com uma strato "sem marca" e um violão Yamaha. Vamos lá:

      3.1. Violão: o violão com o seletor na posição "violão"soou brilhante demais, meio irritante, mesmo com o tone para baixo. Com o seletor em "audio", o amp não faz qualquer processamento, o som passa reto. Gostei do som desse jeito. Ficou muito bom.

      3.2. Guitarra: o amp tem 3 posições para guitarra: clean, overdrive e dist. O clean é normal, dá uma colorida no sinal, e fica melhor do que num amp multi-uso normal. O overdrive e a dist... bom... não gostei. Foi na hora de testá-los que eu notei que o amp simplesmente nao tem controle de gain!!! Isso mesmo. É overdrive ou não-overdrive, dist ou não-dist. No geral, o som é parecido com o de um Micro-Cube, mas mais simples, e sem muita variação dinâmica. Com violão ou teclado, você até QUER que o amp seja super-neutro, mas guitarra pede um pouco mais de personalidade no amp.

      3.3. Chorus: novamente, simples demais. É um botão. Chorus ou não chorus. O problema é que é chorus demais ou chorus nenhum. Fico com a 2a opção.

      3.4. Delay/Reverb: não fede nem cheira. Mas é delay OU reverb.

      No geral, fiquei com a séria impressão de que a Roland economizou nos recursos para poder usar um DSP simplezinho. O amp funciona bem como um mini-PA ou como caixa ativa. Como amp de guitarra, faz muito pouco pelo preço. Eu viveria sem o chorus e com um pouco mais de dinâmica naquele overdrive. E um controle de ganho, p*!

      4. A quem se destina: a quem quer ser um concerto ambulante. Você vai na praça, leva o Mobile Cube, liga um mic, uma guitarra, o tocador de MP3 com uma BT na AUX, e pronto: um show portátil.

      Pode parecer estranho, mas aqui em Tokyo as pessoas têm muitas restrições de espaço e volume. Eu mesmo vou ter que estacionar meu amp em breve, porque não vou mais poder tocar em casa. É comum o pessoal tocar em parques, e existe um mercado enorme para produtos para esse povo. O Crate TX é ultra-popular, e a Roland deve estar querendo uma fatia desse mercado. Já lançou outros amps pequenos, um até com a mesma cara do Crate. O Mobile Cube se destaca por ser o menor da turma, mas com um som melhor que os mini-amps "mini" mesmo. É o menor amp com som de amp que eu já vi, embora não possa fazer frente a outros no quesito "som".

      Não recomendaria para quem quer um super amp para a sua guitarra, ou para a maior parte dos que querem um "amp bom e barato". Recomendaria para quem toca em churrascos e festinhas com os amigos, ou quem não pode tocar em casa e precisa de algo fácil de carregar mas com som decente. Para apresentaçõezinhas com voz e violão é ótimo! Mas podendo carregar algo maior e ligar na tomada, existem opções melhores (como o CM-30, o Cube Street ou o Crate TX).

      5. Gostei:
      - É pequeno e leve, mas não soa como um radinho de pilha. Não vai fazer o chão tremer, não tem super-graves nem volume ensurdecedor, mas não faz feio também.
      - Aceita 3 entradas ao mesmo tempo - você vira um concerto portátil!
      - Funciona a pilha.
      - O som "neutro", sem processamento, é muito bom. Para violão é uma beleza.

      6. Não gostei:
      - Não tem controle de ganho.
      - Chorus xarope.
      - O modo "guitarra" é linear demais, sem variações dinâmicas interessantes.
      - Reverb XOR Delay, não pode os 2 ao mesmo tempo.
      - Tone no master, não dá para mexer separadamente na equalização do mic e do instrumento.

      MontanhaSong
      Veterano
      # jun/08
      · votar


      Bog

      Para quem tem restrição de espaço e não pode ficar carregando ampli prá baixo e prá cima, pode até ser que seja recomendado...
      Eu particularmente, prefiro um CM-30 ...tá certo...o CM não funciona com pilhas...mas também um ampli prá funcionar com pilhas deve comer pilhas...haja bolso...aliás, tenho 2 CM-30 em link estéreo que me atendem muito bem...não sei por quanto um destes sairia no Brasil mas os CM-30 cairam muito de preço ultimamente...vc acha que na faixa de 650,00...um pouco mais, um pouco menos...
      Quanto a não ter controle de efeitos, também prefiro efeito nenhum a efeito mal dimensionado...esse negócio de equipamento " faz tudo" me lembra a piada do pato...o pato voa, nada e anda...mas voa mal, nada mal e anda mal....

      Abraços...

      Bog
      Veterano
      # jun/08
      · votar


      MontanhaSong
      Eu particularmente, prefiro um CM-30

      Se estivermos falando de 'qualidade sonora' e 'putz, posso ligar tudo aqui!', então somos 2! ;)

      um ampli prá funcionar com pilhas deve comer pilhas...haja bolso

      Eu acho que é por isso mesmo que o Crate é muito mais popular que os Roland entre os músicos de rua por aqui. Pilha é caro!

      os CM-30 cairam muito de preço

      Cara, aqui um CM-30 sai quase o mesmo que o Mobile Cube com a fonte. É um monitor razoavelmente barato, e com um som ultra-neutro - o que é uma coisa boa para quem toca teclado ou violão.

      Não usei o CM-30 o suficiente para fazer reviews, mas até onde eu pude notar, essa é daquelas que agradam a todos! Dependendo da minha rotina no futuro, talvez eu compre um.

      Eduardo Cad
      Veterano
      # jun/08
      · votar


      Eu possuo um Roland Micro Cube, acho que eh o irmao mais novo da familia, mas eh soh pra estudar em casa, entao to muito satisfeito com ele, pelo preço que paguei! Os efeitos sao bons, tme simulaçao de varios amps famosos (Twin Reverb, a linha Rectifier, JCM800, Vox e o proprio JC da roland)

      Bog
      Veterano
      # jun/08
      · votar


      Eduardo Cad

      Veja bem, estou falando do Roland MOBILE cube, que foi lançado há bem pouco tempo. ;)

      catselidis
      Veterano
      # jun/08 · Editado por: catselidis
      · votar


      Bog
      valeu, amigão!
      nota DEZ o review e muito neutra a sua posição - legal!
      acho que também é uma excelente opção pra churrasco e violão!impressionante o tamanho dele...
      no site da roland, tem uma foto dele do lado de um notebook e um microfone, sugerindo ele como ampli para palestrantes - MARAVILHOSO! geralmente os lugares pequenos onde rola uma apresentação em power point com palestrante tem um som horrível ou o cara fica berrando sem microfone - isso aí é perfeito pra parada!!!


      abraço!

      Bog
      Veterano
      # jun/08
      · votar


      catselidis

      Heheh, é bem por aí, como amp de guitarra, me parece um ótimo mini-PA. O som não é muito alto - na loja, eu toquei com ele no máximo por alguns segundos, e ninguém se assustou. Achei um produto interessante, mas com um público-alvo bem restrito. Aqui no Japão, deve vender bastante, mas no Brasil, acho difícil.

      ogaitnas
      Veterano
      # jun/08
      · votar


      Se esses amplizinhos fossem mais baratos aqui no br eu até compraria um, como
      são meio caros demais para o tamanho, estou tentando montar com esquemas
      tipo o ruby ou o little gem hehe.

      Bog
      Veterano
      # jun/08
      · votar


      ogaitnas

      Pois é cara, uma pena esses brinquedos serem tão caros no BR... a vantagem desse sobre outros amps como o Pignose é que ele tem um uso mais geral, várias entradas e tal. Mas só, como amp de guitarra, o Pignose faz bem menos, mas faz muito melhor. Não deve ser difícil de montar um desses para quem conhece do assunto. ;)

      Bog
      Veterano
      # ago/08
      · votar


      Um upgrade no review: outro dia, resolvi comparar lado a lado um desses Roland Mobile Cube, um Cube Street, um CM-30 e um Roland AC-60, todos com o meu violão.

      Resultado: esse Mobile Cube não vale a pena nem para violão. O CM-30 custa pouco mais (menos de 50 reais) e o som é muito, mas muito, mas MUUUUIIIITO melhor. A diferença é brutal. O Mobile Cube faz um monte de coisas, mas aparentemente, não faz nada muito bem. Por mais que o CM-30 não tenha efeitos, simulações ou coisa do tipo, no quesito "som puro", ele dá uma surra no mobile. O Cube Street, que é um bom tanto mais caro que o CM-30, também faz montes de coisas, mas no quesito "som puro" fica abaixo do monitor - ganha apenas do Mobile Cube. O AC-60, bom, esse é um senhor amp, mas dá para comprar 3 CM-30 pelo preço de um. O AC-60 tem efeitos e bem mais volume, mas o som nem é tão melhor assim.

      Moral da história: se o negócio é custo/benefício, ao menos aqui no Japão, esse CM-30 é um no-brainer.

      mberman
      Veterano
      # jan/09
      · votar


      MontanhaSong
      Me diz uma coisa vc utiliza 2 caixas CM30??? para tocar em eventos ou barzinhos elas dão conta??? somente uma daria conta só para tocar teclado ao vivo em barzinhos?? obrigado...

      Bog
      Veterano
      # jan/09
      · votar


      mberman

      A pergunta não foi para mim, mas eu no fim acabei comprando um CM-30. Usando com violão, não acho que um só daria conta num barzinho, só se fosse um barzinho bem "inho" mesmo. 2 devem funcionar bem.

      mberman
      Veterano
      # jan/09
      · votar


      seria melhor então para eventos uma Roland KC 150???
      obrigado.

      Bog
      Veterano
      # jan/09
      · votar


      mberman

      Ih, aí já não sei... Esse aí eu não conheço. =/

      MontanhaSong
      Veterano
      # jan/09
      · votar


      mberman

      Desculpe a demora aí....só ví o tópico hoje...

      Seguinte....uso duas CM-30 em link stereo....como disse o Bog, se for um BarZINHO, vai funcionar bem....o som delas é bastante flat e responde bem a graves apesar dos falantes de 6 polegadas...quando vou tocar em algum lugar maior, acresço às duas CM-30 um KC-350....aí são 60 W das CM-30 mais 120 W da KC ...se eu não me engano o KC-150 tem 65 W... praticamente a mesma potência que duas CM-30....o que pode fazer diferença é o "peso" do falante de 12 polegadas....

      Abraços...

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Roland Mobile Cube

      305.940 tópicos 7.899.551 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital