Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      【FIXO】 Classificação vocal - Não crie outro tópico sem ler este!

      Autor Mensagem
      Christhian
      Moderador
      Prêmio FCC 2007
      # mai/11 · Editado por: Christhian


      Regra geral:
      Exercite sua leitura nesse tópico e o mais importante: NÃO CRIE outro tópico perguntando sobre classificação vocal.

      Um tópico será fechado - deletado - sem aviso prévio, quando:


      1 - O assunto do tópico for como relacionado abaixo
      a) "Qual a minha classificação vocal?"
      b) "Qual a classificação vocal de 'fulano'?"
      c) "Minha extensão vai de X1 até Y 3, o que 'eu sou'?"

      Uma postagem nesse tópico será deletada quando:

      1 - As perguntas acima listadas forem aqui realizadas. Suas respostas estão no texto do próximo post. LEIA COM ATENÇÃO.

      2 - Quando não forem relacionados com o conteúdo do tópico, como por exemplo, contestações sobre tópicos de classificação fechados.

      E outros que atualizarei depois.

      Aos usuários do fórum:
      Por favor, enviem o link desse tópico apenas e não criem situações hostis com usuários novatos. Se acharem necessário, me avisem pelos recados sobre algum tópico mais 'problemático'.

      Christhian
      Moderador
      Prêmio FCC 2007
      # mai/11 · Editado por: Christhian
      · votar


      Créditos do texto abaixo: Soulface

      --

      Vozes Femininas

      Soprano coloratura (palavra italiana), ou soprano ligeiro:
      O termo coloratura significava, na origem, "virtuosismo" e se aplicava a todas as vozes. Hoje, aplica-se a um tipo de soprano dotado de grande extensão no registro agudo, capazes de efeitos velozes e brilhantes.
      Exemplo: a personagem das Rainha da Noite, em Die Zauberflöte [A flauta mágica], de Mozart

      Soprano lírico:
      Voz brilhante e extensa.
      Exemplo: Marguerite, na ópera Faust [Fausto], de Gounod.

      Soprano dramático:
      É a voz feminina que, além de sua extensão de soprano, pode emitir graves sonoras e sombrias.
      Exemplo: Isolde, em Tristan und Isolde [Tristão e Isolda], de Wagner.

      Mezzo-soprano (palavra italiana):
      Voz intermediária entre o soprano e o contralto.
      Exemplo: Cherubino, em Le nozze di Figaro [ As bodas de Fígaro]

      Contra alto:
      Muitas vezes abreviada para alto, a voz de contralto prolonga o registro médio em direção ao grave , graças ao registro "de peito".
      Exemplo: Ortrude, na ópera Lohengrin, de Wagner.


      Vozes Masculinas

      Contra tenor:
      Voz de homem muito aguda, que iguala ou mesmo ultrapassa em extensão a de um contralto. Muito apreciada antes de 1800, esta é a voz dos principais personagens da ópera antiga francesa (Lully, Campra, Rameau), de uma parte das óperas italianas, do contralto das cantatas de Bach, etc...

      Tenor ligeiro:
      Voz brilhante, que emite notas agudas com facilidade Ou nas óperas de Mozart e de Rossini, por exemplo, voz ligeira e suave.
      Exemplo: Almaviva, em Il barbiere di Siviglia [O brabeiro de Servilha], de Rossini; Tamino, em Die Zauberflöte [A flauta Mágica], de Mozart.

      Tenor lírico:
      Tipo de voz bem próxima da anterior. Mais luminosa nos agudos e ainda mais cheia no registro médios e mais timbrada.

      Tenor dramático:
      Com relação à anterior, mais luminosa e ainda mais cheia no registro médio.
      Exemplo: Tannhäuser, protagonista da ópera homônima de Wagner.

      Barítono "Martin", ou Barítono francês:
      Voz clara e flexível, próxima da voz de tenor.
      Exemplo: Pelléas, na ópera Pelléas et Mélisande, de Debussy.

      Barítono verdiano:
      Exemplo: o protagonista da ópera Rigolleto, de Verdi.

      Baixo-barítono:
      Mais à vontade nos graves e capaz de efeitos dramáticos.
      Exemplo: Wotan, em Die Walküre [A Valquíria], de Wagner.

      Baixo cantante:
      Voz próxima à do barítono, mais naturalmente lírica do que dramática.
      Exemplo: Boris Godunov, protagonista da ópera de mesmo nome, de Mussorgski

      Baixo profundo:
      Voz de grande extensão a amplitude no registro grave.
      Exemplo: Sarastro em Die Zauberflöte [A flauta mágica] de Mozart.

      Sopraninos:
      Desde a Idade Média, os meninos na faixa dos sete aos 15 anos são requisitados para interpretar obras sacras. É quando os garotos atingem o status de sopranino, a mais aguda das vozes. Mais até do que as vozes femininas de sopranos e contraltos - a do sopranino soa uma oitava acima. Séculos atrás, estrelas nos palcos europeus, eles chegaram a se tornar alvo de controvérsias devido à proliferação das castrações (comuns naquela época). A mutilação era uma tentativa desesperada de frear a produção de hormônios masculinos e prolongar ininterruptamente o tempo com a voz cristalina.

      Tessituras (em termos gerais)

      Baixo:
      Ele começa geralmente no Mi, Fá ou Sol 1 (pode ser mais grave também) e, como a tessitura humana é de, geralmente, 2 oitavas ele deve ir ao Mi, Fá ou Sol 3. Mas a voz do baixo em um coral, raramente ultrapassa o ré 3.

      Barítono:
      Começa Fá, Sol, Lá 1 e vai geralmente às suas 2 oitavas, Fá, Sol, Lá 3, no coral, não deve ultrapassar o Mi ou o Fá 3.

      2º Tenor:
      Sol, Lá, Si 1 e vai geralmente às suas 2 oitavas, Sol, Lá, Si 3. No coral, não creio que coloquem os 2º tenores para irem até o Si 3, mas em um solo é bem provável.

      1º Tenor:
      Lá e Si 1, Dó 2, e vai geralmente às suas 2 oitavas, Lá e Si 2, Dó 4, no coral, é possível que chegem ao Dó 4 ou ao Si 3.

      2º Contralto:
      Mi, Fá, Sol 2, e vai geralmente às suas 2 oitavas, Mi, Fá, Sol 4, no coral, raralmente chegam ao Ré 4.

      1º Contralto:
      Fá, Sol, Lá 2, e vai geralmente às suas 2 oitavas, Fá, Sol, Lá 4. No coral, também não devem passar do Mi 4.

      2º Soprano:
      Sol, Lá, Si 2, e vai geralmente às suas 2 oitavas, no coral, podem chegar ao Si ou ao Sol comumente.

      1º Soprano:
      Lá e Si 2, Dó 3 e vai geralmente às suas 2 oitavas, Lá e Si 4, Dó 5. No coral, pode chegar ao Dó 5 ou mais.

      No violão/guitarra, essas notas podem ser conferidas da seguinte maneira:
      e---------------------0--1--3--5--7--(8)--------------- Oitava acima (C4)
      B-------------0--(1)--3-------------------------------- Dó central do piano (C3)
      G----------0--2----------------------------------------
      D--0--2--3---------------------------------------------
      A-(3)-------------------------------------------------- Oitava abaixo (C2)
      E------------------------------------------------------


      Christhian
      Moderador
      Prêmio FCC 2007
      # mai/11 · Editado por: Christhian
      · votar


      Observações pertinentes em relação à classificação vocal:

      1 - Se você não recebeu um treinamento vocal adequado, não há nenhuma possibilidade de lhe classificar, uma vez que sua tessitura não estará minimamente trabalhada, bem como a técnica rudimentar necessária. Classificação vocal se descobre ao longo de anos de estudo e não simplesmente avaliando "extensão vocal" ou uma música por você cantada.

      2 - Se você pretende executar um repertório popular, a classificação vocal só servirá para satisfazer sua curiosidade e orientar seu professor em relação a escolha de tonalidade para exercícios e vocalizes. Se você pretende cantar uma música e ela não está adequada para você, simplesmente mude o tom. Caso a música fique muito descaracterizada, retire-a do seu repertório.

      3 - Não há como saber a classificação vocal dos seus cantores favoritos só ouvindo-os e quem deve saber (ou não) são somente eles. Lembre-se sempre que classificação vocal depende do treinamento e não é tão relevante no canto popular. Curiosidades sobre seus ídolos serão melhores respondidas por eles ou em um fã-clube.

      nichendrix
      Veterano
      # jun/11
      · votar


      Christhian

      Eu entendo que não tem como saber a classificação da voz sem anos de treino, algo que eu não tenho. Já cantei em dois coral e fiz 1 ano de aulas de canto. Minha voz é totalmente estranha, porque falando em geral fica nos registros agudos, mas eu consigo tranquilamente o alcance de toda a extensão de Baritono, mas consigo reproduzir agudos que já estão na extensão de tenor, e boa parte dos graves de um Baixo, tanto que nos corais eu em geral quando algum segundo tenor ou baixo faltava, eu ficava encarregado de substituir, porque conseguia segurar satisfatoriamente as vozes dos dois.

      Isso é alguma anomalia? Digo isso porque os demais baritonos só conseguiam ir pra um lado, ou eles conseguiam mais graves, ou mais agudos e eu ia mais pros dois lados.

      Christhian
      Moderador
      Prêmio FCC 2007
      # jun/11
      · votar


      nichendrix
      Fala velho. Então cara, o lance de 'atingir notas' não significa muita coisa. Vou lhe dizer por mim: Eu atinjo um G1, que é uma nota grave até para alguns barítonos, mas eu emito ela com uma projeção pífia. Felizmente no canto popular, usamos microfone, por que se fosse na ópera iria parecer dublagem de filme chinês haha

      A voz falada não deve ser necessariamente relacionada com a classificação, assim como a 'classificação vocal' dada por regentes de coral não pode ser levada a finco, pois servem mais pra atender as necessidades de momento do que exatamente refletirem a realidade. Sinceramente, não conheço sua voz para poder afirmar, mas pela sua descrição não vejo nada 'anormal'.

      Abraços

      Luis - sologuitarrist
      Veterano
      # jun/11
      · votar


      e ae manow
      tpw
      queria saber o seguuinte
      acho que tenho 2 vozes, isso é normal velho?
      to com 14
      mtas pessoas dizem que é e talz
      é tpw
      qnd to cantando
      em certas musicas da pra usar ambas vozes
      a primeira é meio grave
      e a segunda é aguda, nao muito aguda
      entende?

      eu nao
      uashduashdu'


      abs

      nichendrix
      Veterano
      # jun/11 · Editado por: nichendrix
      · votar


      Luis - sologuitarrist

      Daquis uns 2 ou 3 anos, tu vai ter só uma heheheheh

      Na tua idade a testosterona ainda não mudou 100% a voz não.

      Del-Rei
      Veterano
      # jun/11
      · votar


      Luis - sologuitarrist
      Hehehe...
      Normal.

      Ainda está engrossando a voz.


      Christhian
      Soulface


      Obrigado!
      :)

      Um aceno de longe!!!

      nichendrix
      Veterano
      # jun/11
      · votar


      Christhian

      Existe alguma forma de compensar deficiências na sustentação do diafragma na hora de cantar?

      Tipo eu tenho um problema congênito que a musculatura que dá sustentação ao diafragma meio atrofiada, então nunca consigo 100% da capacidade normal, toquei saxofone mais da metade da vida pra melhorar, e melhorou pacas, mas é foda ver que nota muito longa que pra mim eu consigo me peidando todo de tanto segurar a respiração no lugar pra chegar no fim, pros outros é moleza. Tem alguma forma de compensar isso no canto?

      Chad Stroke
      Veterano
      # jun/11 · Editado por: Chad Stroke
      · votar


      Christhian

      Fala Christhian! Tudo bem?
      Cara tenho umas perguntas. Estou tentando procurar um professor aqui na minha cidade mas por enquanto não fui muito feliz, então estou tento que me virar sem um por enquanto (nunca fiz aula).

      Queria um professor para me dar algumas orientações, pois não entendo absolutamente nada de canto, em algumas partes dos posts acima fiquei completamente perdido heheh.

      Queria te perguntar se com um professor meu problema pode melhorar ou acabar. Bem, meu problema é o seguinte:

      Quando estou cantando e tento dar uma subida na voz (ou atingir uma nota alta, desculpe mas não sei exatamente como é) a minha voz sai falha. Tipo e estou cantando normal e quando vou subir ela sai normal e desaparece ou sai normal e fica meio rouca.

      Sabe o que pode ser? Um professor melhoraria isso?

      Valeu pela ajuda!

      PS.: Canto apenas Beatles.

      fuckngirl
      Veterano
      # jun/11
      · votar


      Oi. Sou novata, digo, registrada e tudo, mas acho que posso escrever alguma coisa, né? rs

      As dicas são ótimas, muito boas mesmo. O Christian falou sobre não ter como se classificar, bacana isso porque quando a gente tá começando fica com esse tipo de neura.

      Eu canto há muito tempo, mas sem o devido acompanhamento e orientação de um profissional. Um dia para entrar num coral fui classificada de contralto e tive problemas (na minha própria cabeça) com isso, porque demorou para eu descobrir que não precisava ficar presa a essa classificação sem explorar outras.

      De fato, como o Christian falou, classificações dadas por regentes de coral não podem ser levadas a finco. O regente deste coral era formado e tudo, porém, coincidentemente haviam sopranos demais ali. Só um bom professor pode nos ajudar, repito, só um bom professor pode nos ajudar. Aqui em Campinas não encontrei ninguém, estou procurando.

      No entanto não me preocupo com classificações, me preocupo apenas em cantar confortavelmente determinada música. O grande problema dos "autodidatas" está justamente em pegar vícios ruins e prejudicar a saúde da voz. Tentar imitar com perfeição o artista preferido pode ser um caminho muito ruim.

      Valeu!

      P.S.: A propósito, sou soprano. Eu mesma me classifico assim.

      Thekenguitar
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Olá, gente! Sou novata também, e também tenho o mesmo problema de encontrar professores bons aqui no interior de Minas Gerais assim como a Funkgirl.

      Mas eu tenho uma dúvida: Poderia uma mulher ter uma classificação abaixo de contralto, tipo ter uma classificação masculina por alcançar notas muito graves?

      Eu falo, porque já ouvi pessoas classificarem mulheres como Tenor, por exemplo. No começo, quando não sabia de nada (e ainda não sei muito) eu até pensava que era tenor. Hoje sei que não posso me classificar...ainda..., mas posso alcançar notas abaixo dos limites de uma pessoa considerada contralto, como Dó2 e até Si1 ou menos, dependendo do dia, rsrs. Além do mais tenho dificuldade de chegar em notas como Sol, Lá4.

      Isso é normal? Mulheres com vozes muito graves?

      P.S.: Desculpe se escrevi bobagem! :P

      ramboten
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Cristian,
      Se eu fizer uso do belting ou falsete, sendo um 2o tenor, essas 2 técnicas me permitiriam alcançar agudos como o 1o tenor ou nada a ver, ou seja, uma coisa não implica na outra ? Falo dentro do canto popular, como musica de rock.

      Leopold
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Thekenguitar



      Mística Lua
      Veterano
      # ago/11
      · votar


      Tenho tantas dúvidas a respeito da minha classificação vocal. Já me classificaram como soprano ligeiro, mas sempre fico em dúvida.
      Como posso ter certeza que esta classificação está correta?

      Obrigada!

      Leopold
      Veterano
      # ago/11
      · votar


      Mística Lua


      Vc não leu o tópico não é?

      Mística Lua
      Veterano
      # ago/11
      · votar


      Leopold

      Li, óbvio.
      Sou classificada como soprano, mas não me sinto segura.
      Já fiz o tira teima e sou soprano... mas na prática a dúvida permanece.

      Leopold
      Veterano
      # ago/11
      · votar


      Mística Lua

      Deixe eu tentar entender isso. Já fez o tira-teima? que tira-teima é esse?

      Então qual é a dúvida?

      Se de fato tivesse lido o tópico, teria visto que não tem como ajudar vc nesta questão, pois o único modo é vc estar na presença de um bom professor para ver essa classificação mais detalhada de que tipo de soprano vc é.
      No mais, qual é o objetivo de vc saber? vc estuda canto lírico?
      porque senão apenas saber que é soprano já basta. Sua voz é aguda e ponto. Não vai fazer diferença no canto popular.

      Leopold
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      tay santana

      A única coisa que dá para dizer é que você tem grandes problemas com textos...

      tay santana
      Veterano
      # jul/12 · Editado por: tay santana
      · votar


      Leopold

      eu n tenho problema com texto não kkkk
      eu lii o q postaram so q eu fui procurar a minha classificação vocal e n encontrei, pois pelo q a minha profº mim disse eu fiquei entre o 2º contralto e o 2º soprano seii láah eu acho q foi poor isso q ela n soube mim dizer o q eu sou, e eu fiquei na duvida, n entendir o pq q eu fiquei entre esses dois q n tem nd a ver, so se a minha profª fez errado o teste da minha classificação vocal, pois estou na duvida ainda,e vou continuar sem saber o q eu soou, ou éeh normal ter duas classificções vocal ?? ..
      e como eu vii aquiii tbeem, tem gente q ainda n descobriu a sua classificação, então quer dizer q eu estou no meio dessas pessoas pois elas jáah tem anos de canto como eles disseram e ate hj eles ainda n descobrirão,e eu tenho apenas 4 ano de musica, então quer dizer q eu sou uma dessas pessoas néeh, jáah q no topico postado dizendo as notas e suas classificação eu n encotrei a minha nesse meio, então eu voou continuar sem saber o q eu sou realmente ..

      gustavopage
      Veterano
      # ago/12
      · votar


      Nao sei se é esse o lugar certo para postar minha duvida, mas ai vai.

      Fiz alguns meses de aula de canto ano passado e como nao estavam sendo muito produtivas (professor enrolava muito), resolvi sair. Mas logo no primeiro dia de aula ele mediu minha extencao vocal e me disse que eu sou baritono. Disse tambem que eu tenho uma extencao vocal relativamente grande. Medi minha extencao ontem e consigo ir do D1 ao D4.

      Apesar disso, tenho muita dificuldade em cantar musicas de tons tipicamente de baritonos, como Bowie, Red Hot ou Hendrix (nos refroes ou nas partes mais altas). Tenho muito mais facilidade em cantar coisas como Frank Sinatra, Elvis ou Ze Ramalho.

      Como toco numa banda de rock classico (Led, Hendrix, Stones, Pink Floyd, Purple), temos outro vocalista para cantar as musicas, faco backings ou dividimos algumas musicas.

      Mas eu queria saber se essa minha dificuldade é normal devido a minha extencao vocal, que realmente nao é compativel com Red Hot, Hendrix e outros mais, ou se isso é falta de treinamento. E também se posso conseguir uma voz mais adequada para o baritono-tenor com exercicios, para cantar as musicas da minha banda.

      Leopold
      Veterano
      # ago/12
      · votar


      gustavopage

      Se vc tivesse realmente 3 oitavas de voz não teria dificuldade pra cantar nada.
      Baritono não alcança tão agudo. Vc deve estar contando com falsete só que aí não vale não. O que vale é voz plena.
      Enfim, pelo visto de tenor vc não tem nada e não vai conseguir cantar no tom que tenor canta. Tem que voltar para as aulas.

      gustavopage
      Veterano
      # ago/12 · Editado por: gustavopage
      · votar


      leopold

      as 3 oitavas sao com falsete sim
      Com a voz normal, vou até o G3 (A#3 se pre-aquecer a voz). Mas meu professor dizia que a extencao deveria contar com os falsetes, se nao, mais um motivo por eu ter saido da aula com ele.

      atmospherick
      Veterano
      # nov/12
      · votar


      Caramba esse tópico devia sempre estar por cima.

      max95rj
      Veterano
      # nov/12
      · votar


      Realmente muito esclarecedor Christian. Mas enfim... Em Notação Brasileira, para um jovem que já vem tendo uma Preparação Vocal à um certo período, e que tem um Timbre Vocal muito grave, e trabalha com a Tessitura de raramente F1, às vezes F#1 e com certeza G1 até C#3, ele seria um Baixo?

      Tendo em vista, que toda sua Extensão se concretize de F1 - C#5, em bons dias D5 kkkkkkk E também, tendo como fator a idade do rapaz de 17 anos.

      Eu li todo o tópico, e Baixos começam à partir de um F1 e vão até F3. É necessariamente uma regra atingir F3?

      Quer dizer... Em Notação Norte-Americana, sabemos que estas notas se convergem em F2 - C#4.

      Joaozin
      Veterano
      # mar/13 · Editado por: Joaozin
      · votar


      Estava vendo as tessituras aqui postadas pelo Christian e estou meio em dúvida no que me classifico. Hoje na minha aula de canto fui do E1 até o C4, tudo em voz de peito, porém o B3 e o C4 já foi pro belting, o que não deixa de ser voz de peito segundo minha professora, mas não sei se conta na classificação. Canto já faz 3 anos, nem sempre fiz aula. Uma professora de canto lírico com quem fiz aula havia me classificado como barítono, mas na época eu não chegava nem perto de alcançar essas notas que alcancei. A minha professora atual ainda não comentou sobre minha classificação vocal, por mais que eu acredito ser um barítono. Mas até pra barítono parece estranho, pois alcanço graves de baixo e agudos de tenor, não é?

      nataliaalustau
      Membro
      # jun/13
      · votar


      Ótimo tópico!

      RnldCsr
      Membro Novato
      # ago/13 · Editado por: RnldCsr
      · votar


      Ajudou bastante!

      GersonM
      Membro
      # ago/13
      · votar


      RnldCsr

      Um tópico será fechado - deletado - sem aviso prévio, quando:

      1 - O assunto do tópico for como relacionado abaixo
      a) "Qual a minha classificação vocal?"
      b) "Qual a classificação vocal de 'fulano'?"
      c) "Minha extensão vai de X1 até Y 3, o que 'eu sou'?"

      RnldCsr
      Membro Novato
      # ago/13
      · votar


      GersonM
      Obrigado por me avisar!
      Sou novo, e só a parte das classificações, obrigado pelo toque!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a 【FIXO】 Classificação vocal - Não crie outro tópico sem ler este!

      303.509 tópicos 7.854.043 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital